MS na Cúpula dos Povos

A Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental é um evento organizado pela sociedade civil global que acontecerá entre os dias 15 e 23 de junho no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro – paralelamente à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD), a Rio+20.

A Rio+20 oficial marca os vinte anos da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92 ou Eco 92).

Nestas duas décadas, a falta de ações para superar a injustiça social ambiental tem frustrado expectativas e desacreditado a ONU. A pauta prevista para a Rio+20 oficial – a chamada “economia verde” e a institucionalidade global – é considerada insatisfatória para lidar com a crise do planeta, causada pelos modelos de produção e consumo capitalistas.

Para enfrentar os desafios dessa crise sistêmica, a Cúpula dos Povos não será apenas um grande evento. Ela faz parte de um processo de acúmulos históricos e convergências das lutas locais, regionais e globais, que tem como marco político a luta anticapitalista, classista, antirracista, antipatriarcal e anti-homofóbica.

O objetivo é transformar o momento da Rio+20 numa oportunidade para tratar dos graves problemas enfrentados pela humanidade e demonstrar a força política dos povos organizados. “Venha reinventar o mundo” é o nosso chamado e o nosso convite à participação para as organizações e movimentos sociais do Brasil e do mundo.

No Mato Grosso do Sul, representantes da sociedade civil se organizaram e criaram o Comitê Sul-Mato-Grossense para a Rio+20.

O Comitê é um grupo de intervenção e de fomento a políticas públicas para sociedades sustentáveis. O Comitê é apartidário (não possuindo nenhum vínculo ou associação à partidos políticos), dinâmico, autogestionado, auto-estruturante, desprovido de comando central ou verticalizado e é contra-hegemônico nas diversas vertentes que regem a sociedade.

O Comitê é aberto para participação de todas as pessoas da Sociedade Civil que tenham interesse nas causas socioambientais.

Entre os objetivos do comitê, destacam-se:

  • Facilitar e mobilizar a sociedade para o evento da Rio +20, visando mudanças locais voltadas a sustentabilidade (em nível social, ambiental e econômico).
  • Despertar e formar pessoas para o enfrentamento das questões socioambientais.
  • Engajar pessoas para que após o evento continuem de forma autônoma e emancipada.
  • Fomentar o ativismo nos mais diversos grupos sociais.
  • Estabelecer planejamento estratégico das ações.

Os documentos que norteiam as ações do Comitê são: A Carta da Terra, Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, Agenda 21 e 8 Objetivos do Milênio

Você pode apoiar o grupo de ação que mais tiver afinidade.

São eles:

  1. Grupo de formação e qualificação: Formar pessoas sobre os temas como Sustentabilidade, Economia Verde e Governança Global; Contribuir para alinhar e familiarizar os diversos atores nas discussões da Rio +20;
  2. Grupo de comunicação e mobilização: Divulgar, registrar, fomentar e mobilizar a comunidade  nos mais diversos locais para agregar pessoas, utilizando os mais diversos meios de comunicação e metodologias, dando prioridade ao lúdico.
  3. Grupo de organização de eventos: (oficinas, formação, workshop, reuniões): organizar encontros, oficinas, reuniões para fomentar as articulações para a Rio+20.

Venha compor o Comitê você também! Entre no nosso grupo do Facebook e solicite participação, sua colaboração será muito importante. Se não tiver conta nesta rede social deixe um comentário nesta postagem e entraremos me contato com você.

Se você é professor e deseja receber uma oficina em sua escola, saiba que o Comitê atende sua solicitação!

Site oficial do Mato Grosso do Sul

Leia também:

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook

Nada foi comentado... Seja o primeiro!