Você joga lixo no chão?

Nas minhas andanças por aí afora, observando a quantidade de lixo que vão parar nas bocas de lobo e também conversando com a Ana, sobre a quantidade de lixo nas ruas próximos aos pontos de ônibus,  tive a ideia de escrever uma postagem relacionada com este assunto.

Para isso criamos uma enquete, perguntando aos nossos leitores se eles jogam lixo no chão.

O resultado foi um pouco surpreendente, apesar de poucas pessoas terem respondido, 28 pessoas, todas elas responderam que guardam seus lixos até encontrarem lixeira.

Refletindo sobre o resultado, penso que ele pode não expressar a realidade da grande parcela da população, se não, não veríamos assim tanto lixo espalhado pelas ruas. Talvez o resultado de 100% dos leitores não jogarem seus lixos no chão se deve ao público deste blog ser de  educadores e/ou ambientalistas.

Mesmo assim cabe um parabéns as pessoas que votaram e sabem das consequências que este hábito traz para nossa qualidade de vida.

Como a ideia da enquete era discutir a questão dos lixos pelas ruas, continuarei neste intuito.

Se pensarmos em porque as pessoas jogam o lixo no chão…podemos nos remeter aos costumes dos nossos antepassados.

Há muito tempo atrás, o lixo que a humanidade gerava era 100% orgânico. Nos alimentávamos de frutos, vegetais e carnes.  Seus resíduos retornavam ao solo sem impacto nenhum, fertilizando o solo que geraria mais alimentos.

Acontece que, como sabemos, nossos resíduos atualmente vão muito mais além dos orgânicos. São sacos plásticos, garrafas PET, bitucas de cigarros, latinhas e seus canudos, etc. Assim, as pessoas involuntariamente abrem a mão e  deixam o lixo em qualquero lugar, mesmo que a alguns metros haja uma lixeira.

Para que isso não aconteça, se faz necessário a sensibilização por meio da educação. Mostrar as pessoas que uma latinha talvez, não seja muito, porém, acumuladas com outros materias, podem por exemplo, numa chuva forte causar alagamentos e voltar para dentro da casa das pessoas que moram nas regiões mais baixas das cidades.

Nos bairros por exemplo, as pessoas jogam seus lixos nos buracos das ruas cascalhadas ou nas calçadas, o que afeta não somente a estética das ruas mas diretamente a qualidade de vida das pessoas.

Dessa forma, vamos em frente tentando sensibilizar e educar as pessoas, mostrando as consequências que essa ação pode trazer a população.

Leia também:

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook

11 Respostas para “Você joga lixo no chão?”

  1. Eu não jogo, e gostaria que as outras pessoas também aprendessem a jogar o lixo no lixo. Começando pelos poderes públicos…

  2. As vezes eu jogo , mais é só um papel
    e nem sempre

  3. Opa Alice, então está mais fácil pra você eliminar isso ;)

  4. As vezes eu jogo ,alguns papeis de bala , pirulito e bombom etc…
    as vezes estou sem bolso !! aii jogo mesmo =(

  5. Jogo sim , uns papeis de tudo até latinha tudo que da pra jogar
    não quero aguardar na bolsa ai jogo mesmo
    eaÊ e que vai se ferrar
    tô andando compro uma bala e jogo na rua , comendo um salgadinho também latinha de refrigerante tudo na verdade
    um dia um amigo meu tava lendo um panfleto e falou que não queria mais ler ai peguei e joguei para ele e o papel vou embora já tô ensinando meu filho a jogar também

  6. jogo todo o possivel e

  7. sim , mais é só uns papéis de bala é ruim guardar papel na bolsa rs , minha amiga uma vez estava lendo um panfleto e disse que não queira mais ler , eu já tinha jogando o meu pela janela do carro , depois perguntei se ela queria que eu jogasse o dela também ela disse que sim ai joguei acontece, minha bolsa é limpinha
    mais jogo sim na verdade tudo de papel : de bala , de salgadinho, de bombom etc …

  8. Se pudessemos separar os manés que jogam lixo no chão de nós que não jogamos, para que no futuro nós andaremos no limpo, e os sujões andaram no meio do lixo juntamente c om seus filhos que aprenderam sujar as ruas…

  9. Jogo lixo na rua, garrafa pet dentro do rio, jogo agrotóxico na horta.
    Mas prometo parar no dia em que a Petrobrás parar de poluir o oceano, no dia em que a Vale do Rio doce para de poluir os rios aqui da minha cidade, no dia em que todas as prefeituras trocarem os seus veículos por veículos a energia elétrica, e no dia em que todos os políticos forem honestos.